fbpx
Grupo Egito
jul10

Grupo Egito

O Egito possui uma cultura única e fabulosa, terra de múmias, pirâmides, templos e santuários incríveis, sem falar no incrível Rio Nilo. Venha conhecer este país que guarda uma história fascinante de um dos tempos mais misteriosos da humanidade. O pacote inclui: Bilhete aéreo regular Curitiba/Cairo/Curitiba em classe econômica;04 pernoites no Cairo, Egito em hotéis categoria superior (4*) com café da manhã;04 pernoites em Cruzeiro pelo Rio Nilo com pensão completa;03 pernoites em Sharm El Sheikh, com café da manhã; (Extensão Opcional)Bilhetes aéreos domésticos no Egito;Tours descritos no roteiro;Traslados aeroporto/hotel/aeroporto;Ingressos e entradas aos monumentos;Guia local em idioma espanhol ou português;Guia acompanhante Javor Turismo;Taxas e gorjetas;Seguro viagem; Roteiro Extensão Opcional 25MAI – CURITIBA/CAIRO Apresentação no aeroporto Afonso Pena para embarque com destino a cidade do Cairo. 26MAI – CAIRO/ SHARM EL SHEIKH Chegada na cidade do Cairo e embarque com destino à Shram el Sheikh. Em horário a ser informado localmente, traslado ao aeroporto para embarque em voo doméstico com destino a surpreendente Sharm El Sheikh (bilhete aéreo em classe econômica incluído). Chegada ao aeroporto de Sharm El Sheikh e traslado ao hotel para acomodação por 03 noites. Restante do dia livre para atividades independentes. Localizado na Península do Sinai e banhado pelo Mar Vermelho, este fascinante balneário de águas calmas e de atmosfera cosmopolita é mundialmente conhecido por sua vida marinha diversificada e pelas centenas de recifes de corais, considerado um dos melhores destinos do mundo para prática de mergulho. Além da rica biodiversidade marinha e belíssimas praias, Sharm El Sheikh abrange grande variedade de hotéis, lojas, bares e restaurantes, oferecendo inúmeras opções de lazer e entretenimento.CAFÉ DA MANHÃ, ALMOÇO E JANTAR INCLUSOS. 27MAI – SHARM EL SHEIKH Dia livre para atividades independentes. Aproveite o dia para desfrutar das deslumbrantes praias de águas cristalinas da região ou para praticar atividades de mergulho, descobrindo a abundante e surpreendente vida marinha que tornam Sharm El Sheikh um local tão procurado para mergulho (atividades opcionais não incluídas; consulte-nos).CAFÉ DA MANHÃ INCLUÍDO. 28MAI – SHARM EL SHEIKH Dia livre para atividades independentes. Sugerimos visita opcional (não incluída) à encantadora cidade de Dahab – antigo vilarejo de pescadores beduínos, conhecido por suas belíssimas praias – e ao magnífico Mosteiro de Santa Catarina, um dos locais religiosos mais importantes da Península do Sinai, situado no sopé do famoso Monte Sinai, local onde Moisés teria recebido os Dez Mandamentos. CAFÉ DA MANHÃ INCLUÍDO. 29MAI – SHARM EL SHEIKH/ CAIRO Café da manhã. Em horário a ser informado localmente, traslado ao aeroporto para embarque em voo doméstico com destino ao Cairo (bilhete aéreo em classe econômica incluído). Chegada ao aeroporto do Cairo e traslado ao hotel. Restante do dia livre para...

Read More
Grupo Marrocos
jul03

Grupo Marrocos

Terra de todos os sons e cheiros, o Marrocos é uma experiência verdadeiramente sensorial. Além da conhecida Casablanca, o país é repleto de outras lindas cidades e lugares interessantíssimos. Embarque para o Marrocos e surpreenda-se com tudo o que esse lindo e exótico país tem a oferecer. O Pacote inclui: Bilhete aéreo regular Curitiba/Casablanca/Curitiba em classe econômica;08 pernoites no Marrocos em hotéis categoria superior (4* e 5*) com pensão completa (café da manhã, almoço e jantar)Tours privados descritos no roteiro;Traslados aeroporto/hotel/aeroporto;Traslado ao deserto de Merzouga em 4×4;Ingressos e entradas aos monumentos;Guia local em idioma espanhol ou português;Guia acompanhante Javor Turismo;Taxas e gorjetas;Seguro viagem; ROTEIRO: 17MAI – CURITIBA/CASABLANCA Apresentação no aeroporto Afonso Pena para embarque com destino a Casablanca. 18MAI – CASABLANCA Chegada ao aeroporto de Casablanca e traslado ao hotel. Chegada ao hotel para acomodação por 01 noite. Restante do dia livre para atividades independentes. Maior cidade e capital econômica do Marrocos, a cosmopolita Casablanca sofreu uma rápida expansão durante o protetorado francês, o que atraiu muitas pessoas de zonas rurais em busca de melhores condições de vida. Embora guarde muitos elementos tradicionais da cultura marroquina, a população de Casablanca está muito mais aberta aos hábitos ocidentais do que em qualquer outra parte do país. 19MAI – CASABLANCA/ RABAT/ MEKNES/ VOLUBILIS/ FEZ Saída com destino a Rabat, capital administrativa do Marrocos e a quarta das cidades imperiais. Chegada e passeio pela cidade passando pela antiga Medina, pela Kasbah (fortaleza) dos Oudaias com seus museus e jardins em estilo andaluz e pelo Mausoléu do rei Mohammed V, situado em frente ao Palácio Real. Almoço em restaurante em frente ao mar. Em seguida, saída em direção à Meknes, terceira das cidades imperiais, conhecida por seus mais de 40 km de muralhas e pelo mais belo portão do Marrocos, o Bab Mansour. Chegada à Meknes e visita à cidade incluindo a antiga Medina, o Bairro Judeu, o monumental Bab Mansour, o palácio-tumba de Moulay Ismael (única mesquita do Marrocos depois da Mesquita Hassan II em Casablanca, que permite a entrada de não-muçulmanos), as ruínas de Agoudal Busin, a Cavalaria Real de Moulay Ismael e a Dar El Ma (Casa da Água), reservatório de água construído entre os séculos XVII e XVIII. Continuação da viagem via Moulay Idriss – um sagrado centro de peregrinação islâmica – até chegar as ruínas romanas de Volubilis, declaradas Patrimônios Mundiais pela UNESCO. Na sequência, prosseguimento em direção a Fez, a mais antiga e genuína das cidades imperiais do Marrocos. Chegada ao hotel de Fez para acomodação por 02 noites.CAFÉ DA MANHÃ, ALMOÇO E JANTAR INCLUSOS. 20MAI – FEZ Saída para visita à encantadora Fez, capital cultural e...

Read More
10 ideias errôneas que temos sobre a África
jun13

10 ideias errôneas que temos sobre a África

Uma jornalista da Namíbia, Christine Vrey, estava revoltada com a ignorância das pessoas com quem já conversou a respeito de seu continente natal, a África. Segundo ela, o mundo ocidental sabe muito menos do que deveria sobre o continente africano, pecando por ignorância e preconceitos. Pensando nisso, Christine elaborou uma lista com dez ideias enganosas sobre o continente. Confira: 10 – A ÁFRICA É UM PAÍS Pode parecer inacreditável, mas muitas pessoas, segundo ela, ainda pensam que a África inteira é um país só. Na verdade, o continente africano tem 61 países ou territórios dependentes, e população superior a um bilhão de habitantes (o que faz deles o segundo continente mais populoso, atrás apenas da Ásia). 9 – A ÁFRICA INTEIRA É UM DESERTO Dependendo das referências (alguns filmes, por exemplo), um leigo pode imaginar que a África inteira seja um deserto escassamente povoado por beduínos e camelos. Mas apenas as porções norte e sudoeste do continente (desertos do Saara e da Namíbia, respectivamente) são assim; a África apresenta um rico ecossistema com florestas, savanas e até montanhas onde há neve no cume. 8 – TODOS OS AFRICANOS VIVEM EM CABANAS A fama de continente atrasado permite, segundo Vrey, que muitas pessoas achem que a população inteira habite cabanas com paredes de terra e teto de palha. A África, no entanto, tem moderníssimos centros urbanos nos quais vive, na realidade, a maior parte da população. As pessoas que habitam tais cabanas geralmente vêm de grupos tribais que conservam suas vilas no mesmo estado há muitas décadas. 7 – OS AFRICANOS TÊM COMIDAS ESTRANHAS Uma cidade africana, de acordo com a jornalista, se assemelha a qualquer outra localidade ocidental no quesito alimentação: pode-se encontrar qualquer lanchonete de fast food, por exemplo. Christine explica que os hábitos alimentares dos africanos não diferem muito do nosso, exceto pelo que se come em algumas refeições, como o “braai” (o equivalente ao nosso churrasco). 6 – HÁ ANIMAIS SELVAGENS POR TODA PARTE Em uma cidade africana, você verá o mesmo número de leões ou zebras que encontraria nas ruas de qualquer metrópole mundial: zero. Não há absolutamente nenhuma condição favorável para eles nos centros urbanos, é óbvio que vivem apenas em seus habitat naturais. Se você quiser ir à África com o intuito de observar animais selvagens, terá que fazer uma viagem específica para esse fim. 5 – A ÁFRICA É UMA EXCLUÍDA DIGITAL A jornalista Christine conta que ainda conversa com pessoas, pela internet, que ficam surpresas pelo simples fato de que ela, uma africana, tem acesso a computadores e internet! Um dos interlocutores da jornalista chegou a perguntar se ela usava um computador movido a vapor. Ela...

Read More